Entrevistas

“Dignificámos o nome da Medicina e da Urologia portuguesas”
Isaac Braga
06 maio 2024

“Somos um país relativamente pequeno, mas estivemos presentes em muitas atividades no congresso e dignificámos o nome da Medicina e da Urologia portuguesas.” Palavras de Isaac Braga, urologista no Instituto Português de Oncologia (IPO) do Porto, sobre a participação portuguesa no Congresso da European Association of Urology (EAU24), que decorreu de 5 a 8 de abril, em Paris. Em entrevista, partilha também a sua perspetiva sobre os principais destaques no diagnóstico e na terapêutica. Veja o vídeo.

“Mudança de paradigma” no diagnóstico e terapêutica do cancro da próstata apresentada no EAU24
Andreia Bilé-Silva
06 maio 2024

A convite da News Farma, Andreia Bilé-Silva, médica urologista na Unidade Local de Saúde de Lisboa Ocidental, comenta as novidades, na área do cancro da próstata, do Congresso da European Association of Urology (EAU24), que decorreu entre 5 e 8 de abril, em Paris. Assista ao vídeo.

IPO Porto Summit: “É uma oportunidade para refletir”
Rui Medeiros
03 maio 2024

“IPO do Porto é um símbolo de esperança na intervenção oncológica.” Palavras de Rui Medeiros, comissão organizadora do IPO Porto Summit, que vai decorrer já nos próximos dias 9 a 11 de maio, para ser “uma oportunidade para a reflexão” sobre o IPO do Porto e a sua integração nas diferentes vertentes. Em entrevista, o especialista destaca que “existe a necessidade de confiar em entidades como o IPO que garantem o melhor do que existe atualmente para cada doente”. Veja o vídeo de antevisão.

Cancro da mama precoce luminal HER2- com elevado risco de recorrência
Renato Cunha
02 maio 2024

Renato Cunha, oncologista na ULS de Trás-os-Montes e Alto Douro, marcou presença nos Encontros da Primavera para palestrar no simpósio satélite V “Cancro da mama precoce luminal, HER2-: novo paradigma”. Em entrevista, o especialista salienta que o abemaciclib pode “aumentar as taxas de cura e impedir a transição para o contexto da doença metastática incurável”. Veja o vídeo.

monarchE: “Aumenta a sobrevivência livre de doença invasiva e reduz o risco de recidiva”
Catarina Pulido
02 maio 2024

“A novidade é que, desde março, o abemaciclib em contexto adjuvante passou a estar financiado e integrado na oferta do Serviço Nacional de Saúde para a população de doentes com cancro da mama precoce HR+, HER2-”, partilha Catarina Pulido, oncologista no Hospital da Luz, no âmbito da sessão sobre “Cancro da mama precoce luminal, HER2-: novo paradigma”, nos Encontros da Primavera. Veja a entrevista, na qual a especialista destaca que “este é um simpósio que nos deixa muito alegres, porque traz esta novidade de que aumenta o pool de doentes a quem podemos oferecer esta mais-valia”.

Novo paradigma: cancro da mama precoce luminal, HER2-
Rui Dinis
02 maio 2024

“Finalmente, temos esperança para um grupo de mulheres muito significativo de cancro da mama que têm elevadíssimo risco de recidiva”. Palavras de Rui Dinis, oncologista no Hospital do Espírito Santo, em Évora, no âmbito do simpósio “Cancro da mama precoce luminal, HER2-: novo paradigma”, nos Encontros da Primavera. Moderador desta sessão, o especialista destaca que o abemaciclib é uma terapêutica já financiada e que permite reduzir “em mais de 30 % desse risco”. Assista à entrevista.

A influência do perfil molecular tumoral no risco de evento trombótico
João Godinho
29 Abr. 2024

O tom era informal, mas o tema era sério, assim decorreu o momento programático do XIII Fórum de Oncologia e Trombose, no Porto, “Café com o Especialista”. Aqui a audiência interpelou diretamente João Godinho que colocou a questão: “O perfil molecular tumoral marca a diferença no risco de trombose?”, tomando como ponto de partida a evidência existente sobre os perfis moleculares das neoplasias do pulmão e colorretal, entre outras.

Sensibilização do doente para o risco trombótico favorece compliance e outcomes clínicos
Ricardo Pinto
29 Abr. 2024

No espaço programático “Café com o Especialista” do XIII Fórum de Oncologia e Trombose, no Porto, o especialista de Imunohemoterapia na ULS de São João, Ricardo Pinto procurou esclarecer o que se deve entender por literacia em saúde, para obter do doente oncológico uma atitude mais colaborante e de adesão aos seus tratamentos e recomendações do seu médico. À News Farma, o especialista sumarizou as suas mensagens-chave.

Abordagem multidisciplinar na prática clínica: a importância da colaboração
Celso Marialva
29 Abr. 2024

“É essencial que o urologista esteja envolvido na identificação de todos os doentes que possam vir a iniciar esta terapêutica.” Palavras de Celso Marialva, urologista no IPO de Lisboa, no âmbito da sua apresentação na sessão “Multidisciplinary approach in Clinical practice – the importance of collaboration, no Cancer Summit. Veja a entrevista em que destaca os principais higlights de uma sessão que reuniu profissionais de Oncologia e de Urologia.

Cancro digestivo: colmatar a lacuna com a imunoterapia
Anabela Barros
29 Abr. 2024

“É importante reconhecer que o cancro colorretal ainda é um problema em Portugal e que, apesar de já ter rastreio, não está a ser feito.” Palavras de Anabela Barros, especialista na ULS de Coimbra, no âmbito da sessão “GI Journey: Bridging the Gap with Immunotherapy”, no Cancer Summit. Em entrevista, defende que se pretende, apesar de tudo, “dar mais vida e melhor qualidade de vida aos doentes”. Veja o vídeo.

Apoio

AstrazenecaBayerBMSGileadGSKJohnson & Johnson Innovative MedicineLilly

 

MerckMSDNovartisRocheTakeda

 

Daiichi-Sankyo | AstraZenecaMSD | AstraZeneca