Entrevistas

“Os doentes necessitam de ser ouvidos e os profissionais de saúde necessitam de tempo para os ouvir”
Dr.ª Noémia Afonso
14 Out. 2021

Qual o impacto da pandemia COVID-19 no cancro da mama e quais as medidas já tomadas e ainda por implementar para melhorar o tratamento e a qualidade de vida dos doentes com cancro da mama? Estas foram algumas das questões que a My Oncologia colocou à Dr.ª Noémia Afonso, diretora do Serviço de Oncologia do Centro Hospitalar de Vila Nova de Gaia/Espinho.

Cancro da mama HR+HER2- : Persistência do benefício de palbocilib + fulvestrant aos 73,3 meses de seguimento
Dr.ª Catarina Abreu
13 Out. 2021

A análise atualizada da sobrevivência global do estudo PALOMA 3 que comparou o resultado das doentes (pré ou pós-menopáusicas) com cancro da mama metastático HR+HER2- tratadas em 1ª ou linhas posteriores com fulvestrant versus fulvestrant + palbociclib, foi apresentada na ASCO 2021. Em entrevista à My Oncologia, a Dr.ª Catarina Abreu, do Hospital de Santa Maria, explicou a importância da persistência do benefício da associação em termos de sobrevivência global e do não aparecimento de novos eventos adversos a longo prazo.

Cancro da mama HR+ HER2-: Qual a melhor opção terapêutica? Letrozol ou letrozol + palbociclib?
Dr. Nuno Teixeira Tavares
12 Out. 2021

A My Oncologia entrevistou o Dr. Nuno Teixeira Tavares, do Centro Hospitalar Universitário de São João, a propósito de um estudo de vida real recentemente publicado (DeMichele A et al. Breast Cancer Research 2021) que comparou o outcome de 1430 doentes recém-diagnosticadas com cancro da mama HR+HER2-, em função da terapêutica escolhida: letrozol versus letrozol + palbociclib. O especialista comentou os resultados do artigo e explicou a importância dos estudos de vida real, a par com os ensaios clínicos e outros tipos de estudos.

Opção terapêutica para doentes com BRCA mutado com resultados positivos na qualidade de vida face ao standard
Dr.ª Sónia Duarte Oliveira
12 Out. 2021

Em entrevista à My Oncologia, a Dr.ª Sónia Duarte Oliveira, do Hospital Santo António dos Capuchos - Centro Hospitalar Universitário de Lisboa Central, analisou os resultados recentemente publicados do ensaio clínico EMBRACA, que comparou talazoparib versus quimioterapia no tratamento de doentes com cancro da mama avançado (ABC) HER2- e com mutação germinativa no(s) gene(s) BRCA1/2, e explicou qual o impacto destes resultados na prática clínica.

Otimização da estratégia terapêutica em doentes BRCAm metastizadas
Dr.ª Margarida Brito
12 Out. 2021

Quando se avalia a presença/ausência de mutação do gene BRCA1/2 em doentes com cancro da mama avançado? E na presença de mutação, qual a melhor opção terapêutica? Para esclarecer estas e mais questões relacionadas com a presença da mutação BRCA, a My Oncologia entrevistou a Dr.ª Margarida Brito, oncologista do IPO de Lisboa.

“O update dos resultados do estudo MONALEESA-2 revelaram aumento significativo da sobrevivência global”
Dr.ª Noémia Afonso
12 Out. 2021

“O impacto positivo desta terapêutica no tratamento de doentes com cancro da mama em 1.ª linha fica amplamente reforçado, com todos os endpoints do estudo a serem atingidos de forma inequívoca.” Quem o afirma é a Dr.ª Noémia Afonso, oncologista médica do Centro Hospitalar Universitário do Porto, partilhou alguns dados e resultados do estudo MONALEESA-2. Leia a entrevista na íntegra.

Infarmed aprova tratamento de manutenção com niraparib em doentes com cancro do ovário sem mutação BRCA
Dr.ª Rita Teixeira de Sousa
07 Out. 2021

O Infarmed aprovou, recentemente, a utilização de niraparib em monoterapia como tratamento de manutenção do cancro do ovário de alto grau, recidivante e sensível a quimioterapia com platina. Esta aprovação foi o mote da conversa com a Dr.ª Rita Teixeira de Sousa, oncologista no Centro Hospitalar Lisboa Norte/Hospital de Santa Maria.

Carcinoma seroso do ovário de alto grau: Infarmed financia niraparib para o tratamento de manutenção de doentes recidivantes, sem mutação dos genes BRCA e sensíveis à platina
Dr.ª Andreia Costa
07 Out. 2021

O Infarmed autorizou o financiamento do niraparib para o tratamento de manutenção de doentes recidivantes, sem mutação dos genesBRCA e sensíveis à platina, para um dos seguintes cancros de alto grau: cancro epitelial seroso do ovário, cancro das trompas de falópio ou cancro peritoneal primário. Em entrevista à My Oncologia, a Dr.ª Andreia Costa, do Hospital de São João explicou o significado desta autorização.

5.ª edição de “O doente no centro da imunoterapia” com novidades em Enfermagem
Enf.ª Paula Silva
04 Out. 2021

O 5.º workshop sobre “O doente no centro da imunoterapia”, organizado pela MSD Portugal, vai ter uma novidade e a Enf.ª Paula Silva revelou tudo em entrevista à My Oncologia. Veja o depoimento.

Programa Nacional de Genética e Cancro: a realidade das síndromes de cancro hereditário em Portugal
Dr.ª Gabriela Sousa
28 Set. 2021

Em entrevista à My Oncologia, a Dr.ª Gabriela Sousa, diretora do Serviço de Oncologia Médica do IPO Coimbra, falou sobre o Programa Nacional de Genética e Cancro (PROGO) e o seu recém-lançado website, bem como da realidade das síndromes de cancro hereditário em Portugal.

Newsletter

Agenda

Agenda News Farma

PUB

 

 

 

 

 

Apoio

AstrazenecaBayerBMSGSKJanssenLillyMerck

 

MSDPfizerRocheTecnimedeViatris

 

Aliança Merck | PfizerSERVIER