Atualidade

Mutações nos genes BRCA geram cada vez mais interesse

22 Out. 2019

Cerca de 72% das mulheres portadoras de mutações patogénicas no gene BRCA1 e cerca de 69% das mulheres portadoras de mutações patogénicas no gene BRCA2 vão desenvolver cancro da mama até aos 80 anos, revelam os dados mais recentes. Um tema que, segundo a Dr.ª Tamara Milagre, presidente da Associação de Apoio a Portadores de Alterações nos Genes Relacionados com Cancro Hereditário (Evita), gera cada vez mais curiosidade, mas onde se sente “uma enorme falta de consciencialização de alguns profissionais de saúde, como o médico de família, que está na linha da frente e que muitas vezes desconhece a possibilidade de haver uma síndrome de cancro hereditário na família, mesmo tendo os casos todos pela frente”.

Por favor faça ou registe-se para aceder a este conteúdo

Newsletter

PUB

 

PUB

Apoio


astrazenecaBayerBMSMerckMSDPfizer OncologyRocheTakeda