Atualidade

14 Abr. 2020

A Takeda anunciou que a Comissão Europeia (CE) estendeu a atual autorização de introdução no Mercado de brigatinib ao uso em monoterapia para o tratamento de doentes adultos com cancro do pulmão de não pequenas células (CPNPC) avançado, ALK+ que não foram previamente tratados com um inibidor ALK. Esta decisão surge no seguimento de um parecer positivo do Comité de Medicamentos para Uso Humano (CHMP), de 27 de fevereiro de 2020.

14 Abr. 2020

No contexto atual de emergência global de Saúde, os doentes hemato-oncológicos têm um novo desafio a enfrentar: viver com uma doença oncológica durante a pandemia de COVID-19. Nesse sentido, a Associação Portuguesa de Leucemias e Linfomas (APLL) promove hoje, dia 14 de abril, pelas 18h00, um webinar subordinado ao tema “Medidas de precaução para doentes com patologias hemato-oncológicas”. O evento, realizado em ambiente virtual, terá lugar na página de Facebook da entidade.

07 Abr. 2020

Um estudo levado a cabo por investigadores do Instituto de Investigação e Inovação em Saúde, Universidade do Porto (i3S) e do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC), e publicado na revista Cancer Research, foca-se nos sinais que são emitidos no ambiente tumoral que controla a capacidade migratória das células cancerígenas, da qual resultam as metástases do cancro.

31 Mar. 2020

Face à pandemia de covid-19, a Fundação Rui Osório de Castro (FROC) disponibiliza 100 mil euros para garantir que o cuidado prestado às crianças com cancro seja o melhor possível, na medida em que se inserem no grupo de risco do novo coronavírus.

31 Mar. 2020

Investigadores do Instituto Gulbenkian de Ciências (IGC) identificaram sinais emitidos no ambiente tumoral que controlam a capacidade migratória das células cancerígenas. A nova descoberta permite a compreensão da complexidade das moléculas envolvidas no cancro e abre a possibilidade de manipular esses sinais para reduzir a agressividade do cancro.

27 Mar. 2020

“Estas recomendações resultaram de um esforço de reflexão da nossa prática por alguns profissionais, tendo como objetivo tentar orientar e dar um auxílio na prática de Oncologia durante a pandemia pelo covid-19”. Assim se lê no documento emitido pela Sociedade Portuguesa de Oncologia (SPO) face ao risco de disseminação populacional do novo coronavírus em Portugal. Saiba quais as recomendações da Sociedade.

27 Mar. 2020

A Liga Portuguesa Contra o Cancro (LPCC) reforçou o seu apoio social online face à situação atual de pandemia de covid-19, num apoio aos doentes oncológicos e suas famílias. A LPCC mantém o serviço de apoio social através dos seus Núcleos Regionais e das consultas de Psico-oncologia em formato não presencial, das suas linhas informativas - Linha Cancro e Linha Pulmão, que estarão a funcionar em pleno, bem como o Serviço de Apoio Jurídico em formato não presencial.

27 Mar. 2020

O Comité de Medicamentos de Uso Humano da Agência Europeia de Medicamentos (CHMP) atribuiu opinião positiva para o isatuximab, recomendando a sua utilização em combinação com pomalidomida e dexametasona (pom-dex) para tratar adultos com mieloma múltiplo recidivante e refratário (MMRR) submetidos, pelo menos, a dois tratamentos anteriores, incluindo lenalidomida e um inibidor de proteassoma, que demonstraram progressão da doença no último tratamento.

24 Mar. 2020

Esclarecer os doentes oncológicos, os seus familiares e amigos acerca do novo coronavírus é o objetivo da sessão de esclarecimento promovida pela Associação Careca Power, a Europacolon Portugal - Associação de Apoio ao Doente com Cancro Digestivo, e a Evita – Associação de Apoio a Portadores de Alterações nos Genes relacionados com o Cancro Hereditário, com o apoio da AstraZeneca. A iniciativa está agendada para hoje, dia 24 de março, pelas 18h30, num direto transmitido em simultâneo nas páginas de Facebook das três associações de doentes.

23 Mar. 2020

A 2 de março, a Takeda anunciou que o Comité de Medicamentos para Uso Humano (CHMP) adotou uma opinião positiva, recomendando a aprovação do brigatinib como monoterapia para o tratamento de doentes adultos com cancro avançado do pulmão de não-pequenas células ALK+ e previamente não tratados com inibidor de ALK. Este parecer baseou-se nos dados do ensaio clínico ALTA-1L que demonstraram superioridade do brigatinib em relação ao crizotinib tanto a nível da eficácia global como intracraniana.

Newsletter

Agenda

Agenda News Farma

PUB

 

Apoio

AstrazenecaBayerBMSGSKIpsenLillyMerck

 

MSDMylanPfizer OncologySanofi GenzymeTakeda